Lê aí...
Comportamento, Opinião

Dá-lhe, Dá-lhe, Dá-lhe ô…


Está chegando a hora e estou muito nervoso. A tensão vai aumentando e não vejo a hora de chegar no Maracanã.

Hoje, recebi um e-mail do meu amigo Samy que lembrava uma frase do saudoso Nelson Rodrigues: “Cada brasileiro, vivo ou morto, já foi Flamengo um dia”.

Acredito que é por aí mesmo. Torço para que a torcida do Flamengo faça a sua parte e que os jogadores honrem a camisa que estarão vestindo. Em termos de competição, desde a era Zico nunca estivemos tão perto de chegar tão longe.

E que esse amor que tenho pelo Flamengo, que herdei do meu saudoso pai, continue assim. Só de emocionar o Maracanã lotado, aquela festa que só a Nação Rubro-Negra sabe fazer, meus olhos já ficam marejados. Quero continuar assim, me emocionando para sempre. Sempre foi assim! Ao sair do túnel das arquibancadas e me deparar com aquele tapete verdinho, parece que passa um filme na minha cabeça, chegando ao estádio de mãos dadas com ele, levando uma almofadinha para sentar e não sujar a bermuda e ouvindo as recomendações da minha mãe: “Leva um agasalho, hein… No Maracanã, faz frio!”

Só tenho que agradecer a Deus por ter nascido Flamengo. Sim! Ninguém escolhe torcer para o Flamengo. Não é como os outros times. O Flamenguista já nasce rubro-negro!

Boa sorte, Mengão!!!

—————

Por Gabriel

Anúncios

Sobre Gabriel Carqueijo

Contador, 29 anos, Flamenguista e Portelense, pai, marido, filho, irmão e amigo.

Discussão

Um comentário sobre “Dá-lhe, Dá-lhe, Dá-lhe ô…

  1. Todo mundo nasce Flamenguista…

    Uns descobrerm cedo, outros tarde e os menos sortudos não descobrem nunca.

    Esse samba(cantado pela nação na última rodada do Brasileiro de 2009) resume o sentimento e cada Rubro-Negro que está no maracanã num dia como o de hoje.

    A minha alegria atravessou o mar
    E ancorou na passarela
    Fez um desembarque fascinante
    No maior show da terra
    Será que eu serei o dono dessa festa
    Um rei
    No meio de uma gente tão modesta
    Eu vim descendo a serra
    Cheio de euforia para desfilar
    O mundo inteiro espera
    Hoje é dia do riso chorar

    Levei o meu samba pra mãe de santo rezar
    Contra o mal olhado eu carrego meu patuá

    Acredito
    Acredito ser o mais valente, nessa luta do rochedo com o mar
    E com o ar!
    É hoje o dia da alegria
    E a tristeza, nem pode pensar em chegar
    Diga espelho meu!
    Diga espelho meu
    Se há na avenida alguém mais feliz que eu
    Diga espelho meu
    Se há na avenida alguém mais feliz que eu

    Abç.

    Publicado por Rogerio | 12/05/2010, 5:13 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Comentários da galera:

André Luiz em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
A fuga – Carta… em IAPI da Penha
Bonecas de soldados… em IAPI da Penha
sonia em IAPI da Penha
marilene oliveira em IAPI da Penha

É Papuditwitter !!!!

%d blogueiros gostam disto: