Lê aí...
Papudicopa

PAPUDICOPA: Grupo F


A Itália tem um grupo relativamente fácil, mas é nesse que ela gosta de se complicar. Paraguai e Eslováquia brigam pela segunda vaga, com leve tendência para os paraguaios que são mais experientes. A Nova Zelândia vai à África a passeio.

Vamos às resenhas dos times

Itália: Os mesmos pilares

Em 2006, Gianluigi Buffon foi eleito o melhor goleiro da Copa. Junto a ele, Fabio Cannavaro (melhor jogador do mundo no ano de 2006) e Andrea Pirlo (eleito terceiro melhor jogador da Copa), foram os melhores jogadores da Esquadra Azzurra na conquista do Tetra. No banco, o comando era do técnico Marcelo Lippi. Quatro anos depois, estes 4 pilares do título na última Copa continuam sendo os pilares da seleção italiana. Para os críticos, isto mostra a falta de renovação dos italianos. Para os otimistas, significa a esperança de uma nova campanha brilhante.

Marcelo Lippi tinha deixado a seleção após a campanha vitoriosa da última Copa, dando lugar a Roberto Donadoni. Mas após a fraca campanha da Azzurra na Euro 2008 (caiu nas quartas só vencendo um jogo na competição), Lippi voltou ao comando e tem a oportunidade de igualar outro italiano, Vittorio Pozzo, como únicos técnicos que venceram 2 Copas consecutivas.

A Itália se classificou de forma invicta para a Copa da África, com 7 vitórias e 3 empates. Já na Copa das Confederações, derrotas para Egito e Brasil e eliminação na primeira fase. Este e outros resultados abaixo do esperado somados à falta de renovação e à ausência de um jogador capaz de desequilibrar na frente levam a imprensa italiana a desacreditar na Azzurra. Mas em 2006 também foi assim. Aliás, das últimas 5 Copas, a Itália ganhou 1, saiu no apito amigo Sul-Coreano em outra (ver post “Apito amigo”) e nas outras 3 só saiu nos pênaltis. Eles também estão entre os eternos favoritos (ver post “Eternos favoritos”).

Avaliação do Papudicopa: Favoritos / Ranking Fifa: 5º lugar

Paraguai: Difícil saber se é verdadeiro

O Paraguai liderou as eliminatórias sul-americanas por algumas rodadas e se classificou com certa tranqüilidade para sua 4ª Copa consecutiva. Por conta disso, os paraguaios estão entusiasmados e acreditam que tem a melhor seleção da história do país. Eles esperam também poder fazer sua melhor campanha em Copas do Mundo. Para isso precisam passar das oitavas.

Mas esta é mesmo a melhor seleção paraguaia que vai a uma Copa do Mundo? Difícil responder. Se por um lado, o Paraguai fez uma excelente campanha nas Eliminatórias, por outro o rendimento do time caiu no 2º turno do torneio. Se por um lado, a seleção de 1998 tinha uma das melhores defesas da época, se não a melhor, por outro lado, esta parece ser mais equilibrada entre defesa e ataque. Mas o principal artilheiro do time nas Eliminatórias, Salvador Cabañas, está fora da Copa.

Do time que vai à Copa, o destaque fica para o atacante Roque Santa Cruz. Na defesa, Julio Cesar Caceres é o responsável por liderar o setor. O sorteio ajudou e as chances de os paraguaios passarem de fase são boas.

Avaliação do Papudicopa: Pode surpreender / Ranking Fifa: 30º

Nova Zelândia: Avisa lá que não é Rúgbi

O jogo rola no gramado, são 11 pra cada lado e chuta-se a bola num gol, mas não é rúgbi! Este é um importante aviso aos neozelandeses!

Eterno saco de pancadas da Austrália na Oceania, a Nova Zelândia se beneficiou do fato de australianos irem disputar as Eliminatórias pela Ásia. Para chegar à África, os “all whites” enfrentaram as seleções de Nova Caledônia, Fiji e Vanuatu. E ainda conseguiram perder um jogo para Fiji! Na repescagem, enfrentaram o Bahrein e após empatar em 0 a 0 na casa do adversário, ganhou de 1 a 0 em Wellington, com o goleiro Mark Paston defendendo um pênalti e virando herói (1 a 1 daria a vaga ao Bahrein). Mas na última Copa das Confederações, a verdade veio a tona: tomou uma chinelada da Espanha (5 a 0), perdeu para a África do Sul (2 a 0) e empatou com o Iraque (0 a 0). Voltou para casa sem marcar.

Se é que alguém pode ser destacado no time, o atacante Shane Smeltz foi eleito por duas vezes o melhor jogador da Oceania (2007 e 2008). O zagueiro Ryan Nelsen, do Blackburn, fez toda sua carreira na Inglaterra e é o mais experiente do time. Eles comandarão o safári neozelandês pela África.

Avaliação do Papudicopa: Zebraça / Ranking Fifa: 78º lugar

Eslováquia: A vez da irmã menos famosa

Após a divisão da Tchecoslováquia, duas vezes vice-campeã mundial (1934 e 1962), a República Tcheca foi a herdeira mais famosa: chegou à final da Eurocopa em 1996 e as semi em 2004, foi a Copa do Mundo em 2006 e tem ou teve jogadores mais famosos, como Cech, Nedved, Rosicky e Baros. Mas agora chegou a vez da Eslováquia aparecer para o cenário do futebol mundial, ao estrear em Copas do Mundo, como país independente.

Curiosamente, para chegar à Copa do Mundo, a Eslováquia ficou em 1º lugar de um grupo que tinha a própria República Tcheca, além de Eslovênia, Polônia, Irlanda do Norte e San Marino.

Os destaques do time são jovens: o zagueiro Martin Skrtel, do Liverpool, 25 anos, e jovem Marek Hamsik, do Napoli, 22 anos. O que sugere que os eslovacos ainda podem aparecer mais vezes no futuro. O time conta ainda com vários jogadores que jogam em times menores dos grandes centros europeus.

Avaliação do Papudicopa: Briga para passar da 1ª fase / Ranking Fifa: 38º lugar

É Papudicopa!!!!

———————

Faltam 11 dias para a Copa do Mundo

Anúncios

Discussão

7 comentários sobre “PAPUDICOPA: Grupo F

  1. Itália e Paraguai !

    Publicado por Rogerio | 31/05/2010, 5:23 pm
  2. Eslovaquia pode surpreender…

    Publicado por Quinze | 31/05/2010, 5:43 pm
  3. Acho que passam Itália e Paraguai…

    Publicado por gabricarqueijo | 31/05/2010, 6:05 pm
  4. Itália, eterna Azzurra! Maior rival do Brasil (argentina não chega aos pés da Itália) somando com o Brasil são 10 finais, em 2 ambas as seleções se enfrentaram e o resultado todo brasileiro já conhece.Rivalidade que transcende o futebol, alcança as quadras de vôlei. E o que dizer da paixão pela F1. Somos países irmãos e sempre favoritos. Torço pela Itália, meu segundo time.

    Paraguai tem boas chances, mas Eslováquia não deixará as coisas fáceis.

    Acho que dá Itália e Paraguai (no sufoco)

    Será que jacka palladium aparece pra jogar no time da Nova Zelândia?

    Publicado por Magrão | 31/05/2010, 8:05 pm
  5. hahahahahah… Saudoso Jaca Paladium!

    Também torço pela Itália, mesmo sabendo que é difícil… Como adoram o jogo defensivo!

    Mesmo levando em conta a rivalidade com a Argentina, torço para as seleções sulamericanas tb!

    Uruguai, Paraguai… os caras vão na raça!

    Publicado por gabricarqueijo | 01/06/2010, 8:46 am
  6. Vou de Itália e Eslováquia. Paraguai perdeu muito com o tirambaço que o Cabañas levou. Ele era mais do que um atacante e sim o nome do time!

    Publicado por Gustavo | 02/06/2010, 3:58 pm
  7. Muito bacana a suas avaliações. no meu blog http://futeboliche.wordpress.com também estou avaliando as 32 seleções. passem lá para conferir.

    Abraço

    Publicado por pythontrooper | 07/06/2010, 9:44 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Comentários da galera:

André Luiz em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
Gilberto rua 18 em IAPI da Penha
A fuga – Carta… em IAPI da Penha
Bonecas de soldados… em IAPI da Penha
sonia em IAPI da Penha
marilene oliveira em IAPI da Penha

É Papuditwitter !!!!

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: